terça-feira, 24 de novembro de 2015

Tô gostando de você





Sabe, tô gostando de você.

Gostando de verdade mesmo. Não como gosto de dormir ou de comprar sapatos. É diferente, é algo muito maior, entende?

Pode parecer ridículo, mas até pouco tempo atrás eu não entenderia.

Confesso que tudo é muito novo pra mim. Não num sentido ruim, muito pelo contrário. É tão bom que chega a assustar.

Muitas definições já li sobre o amor, mas nenhuma se enquadrou naquela que eu realmente sentia aqui dentro: o amor dá medo.

Encontrar uma pessoa que mexa com todos os seus sentidos, que faça nascer em ti os sentimentos mais bonitos, que te ensine a despertar os mais primitivos instintos. Tudo isso é tão sublime a ponto de espantar.

Mas é tudo de uma maneira muito gostosa, entende? É um medo que me faz apostar todas as fichas. Afinal, tenho você junto de mim pra dividir essa experiência.

Sabe quando você está numa roda de amigas e a conversa acaba indo pra um assunto de que você nada entende? Sorrisos sem graça, tímidos e envergonhados. E toda uma vontade de sair correndo dali. É o que acontecia comigo quando as meninas puxavam papo sobre relacionamentos.

Eu precisava experimentar esse outro lado, sabe?

E hoje, graças a você, muito eu já entendo.

É bom saber que tenho a ti. É bom saber que tenho a quem contar meus medos, minhas aflições, meus sustos. E claro, partilhar as coisas boas também, os sorrisos, os momentos a sós, aquelas coisinhas simples da vida.

Você me fez descobrir que o amor é uma partilha.

Me fez entender que tudo aquilo que eu definia como liberdade, na verdade é muito mais livre quando estou nos teus braços. Me ensinou todo o arrepio que um beijo demorado e verdadeiro pode causar. Me mostrou o poder quase fatal de um carinho na nuca.

Ah, essa vida... quantas surpresas nos esconde, né?

Quando eu iria imaginar que todas as minhas barreiras seriam quebradas apenas com a sua leve presença? Que suas piadas me fariam gargalhar até chorar? Que seu colo seria o melhor endereço desse planeta?

A cada dia você tem me ensinado mais. Juro que não imaginava aprender tanto em tão pouco tempo. E espero estar te transmitindo coisas boas também. Essas sensações não são das mais fáceis de perceber, concorda? Quando começamos a notar, já estamos completamente tomados, e talvez aí é que more todo esse segredo.

E comigo tem sido assim. A sensação de estar descobrindo tudo isso ao seu lado me conforta e me faz feliz.

Olha, se isso tudo, com toda a certeza que eu tenho, for amor, uma coisa eu te confesso: me faz um bem danado. E tem sido tão bom assim...

Até me fez lembrar aquela musica do Jota Quest. "Se isso não é amor, o que mais pode ser?"

Sei que é continuação da música, mas essa parte eu tomo pra mim: tô aprendendo também.

É bom pensar em nós dois. É tão gostoso imaginar um futuro ao seu lado, mas somos tão novos pra isso, né? Tanta vida pela frente... É, acho que o segredo é deixar as coisas acontecerem. Afinal, pra quê se preocupar com o futuro se você é o meu melhor presente?





Comentários

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial