sexta-feira, 10 de janeiro de 2014

Quero entender





Quero entender você.

Quero entender seu jeito feliz de me dar bom-dia. Seu charme quando usa um óculos de grau vintage.  Seu medo quando tranca a porta do quarto e chora escondida. Suas confidências com aquele ursinho de infância. Sua mania de andar só de calcinha quando sozinha em casa. Suas horas ouvindo música no banho. Seus vestidos simples de flores. Sua risada sem medo do ridículo, mostrando que o mundo é seu por direito. 

Quero entender seu hábito de raspar com a colher a lata de leite condensado e depois arrepender-se. De me mandar mensagens quando acho que o caos da segunda-feira já havia me devorado. Seu cuidado com minhas unhas. Seu sorriso tímido de quando escrevo um texto pra você. Seu cantar desafinado e bonito. Seus livros de autoajuda. Sua leveza quando coça minhas costas. Sua vontade de pintar o cabelo de verde e sair correndo por aí feito uma doida. 

Quero entender seu desejo de entrar no mar sem roupa de madrugada. Seu jeito tão charmoso de falar com sotaque. Seu carinho ao cobrir meus  pés. Seus assobios no ponto do ônibus. Sua vontade de diminuir os passos quando a chuva aumenta só pra chegar em casa toda molhada e, como você diz, "novinha de novo".  Sua conversa sobre sexo, futebol, novela, política sem cara feia ou suspiros irritados. Sua saudade das aulas de balé de quando criança, que você ainda lembra de umas coreografias e dança sozinha em frente ao espelho do seu quarto. 

Quero entender seu charme ao prender o rabo-de-cavalo com uma caneta bic. Sua fobia de baratas. Sua mania de debruçar-se na janela e pensar na vida. Seu porta-retrato com a foto do seu gato de estimação. Seu hábito de escrever poemas nas últimas folhas do caderno. Suas horas falando ao celular deitada na cama e olhando pro teto. Sua alegria ao dançar, bêbada, agarrada às amigas. Suas fotos fazendo careta que você morreria de vergonha se alguém as visse. 

Quero entender suas noites de sono. Seus sonhos. Seus olhos bordados à mão. Seu sorriso quando se fingiu de lua dentro de mim.  Sua estrela ao lado da minha, lá no céu.  Seu desejo de jamais anoitecer-se. Seu jeito de mais simples poesia. Seus passos mais felizes. Sua certeza de dizer que amanhã será ainda mais lindo.

Quero entender o que jamais entenderei.






Comentários

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial