quinta-feira, 14 de julho de 2011

Cafuné de mulher



 

Coisa gostosa é ganhar um cafuné de mulher. 

Elas não negam. Não rejeitam nosso pedido. Quase uma oração. Atenderão nossas súplicas.
 
Deito no colo com o rabo abanando. Sem qualquer receio.

Ora, algo que leva o nome de 'cafuné'  tem como ser vergonhoso ou ruim? Cafuné me lembra amarelinha desenhada com giz, o que não vem a ser de todo incompreensível, afinal, ambos nos levam ao céu.. 

Elas modelam cachinhos em nossos cabelos como se desejassem que nos tornassemos anjos. Anjos de todo amor. 

São total ternura quando nos massageiam depois de um estressante dia de trabalho, durante o ronco da bebedeira, enquanto nos acalmam de uma notícia ruim ou quando sonhamos juntos o nosso futuro. A mulher que faz cafuné nos presenteia aconchego. Usa e abusa dos caminhos e carinhos da paz. 

Ah, e como elas são boas nisso...

Eu peço, imploro, de joelhos se for preciso. Convide-me a deitar no seu mais sereno colo de amiga, de namorada e de esposa. Ofereça sempre teu colo de mulher, o repouso de suas mãos que desenham nos cachos dos meus desejos mais bonitos. Que amanse meus pensamentos e acalme minhas angústias. Passeie em torno dos meus devaneios, acaricie meus sonhos de ti cada vez mais perto.
 
Jamais duvide dos movimentos mágicos de suas mãos!

Em casa, na praça, no shopping, onde quer que seja. Eleve-me com todo esse seu poder de feiticeira. Seu colo me serve como ventre, acolhe feito amor de mãe e enlouquece como paixão de mulher amada.

Repouso sobre ti e lhe conto todo o meu dia, todos os meus dias, toda a minha vida. Você aprecia minha cara de sono, meus olhos já dominados por seus dedos mágicos e conhecedores de cada canto das minhas verdades .Beija-me na testa da maneira mais sincera desse mundo, eu abro um sorriso e digo que te gosto, e dizem por aí que isso tudo é algo extremamente brega. Eu concordo. Extremamente brega e absolutamente sincero.

Viva às breguices advindas dos gestos mais simples e verdadeiros!









 Comentários

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial