domingo, 16 de maio de 2010

Diz pro amor.





Corre e diz pro amor que você tá aqui e quer ser notada.

Diz pro amor que aquelas esquivadas eram oriundas do medo. 

Vai, seja sincera, diz pro amor que aquela ferida ainda não cicatrizou, mas também não é mais motivo pra deixar oportunidades passarem. 

Diz que você aprendeu com os erros, mas não diz que não farão mais parte de você, pois ninguém melhor que ele pra saber que não há "amor perfeito". 

Diz pro amor que você, orgulhosa, fechou a porta, a janela, desligou o celular, apagou a luz e se cobriu, que você ali criou o seu mundo, que não necessitaria dele pra nada.
                    
Vai, levanta e diz tudo isso pro amor. 

Diz que você não quer mais colocar o trabalho em primeiro plano, que você abriu a porta e que o seu mundo se expandiu, que você, enfim, enxergou.

Vai lá, vai. Diz pro amor. 

Diz, porque amor é sinônimo de perdão. 

Diz, porque o amor gosta de ser paparicado, e devolve na mesma moeda. 

Diz baixinho, diz no ouvido. 

Diz com rodeios. 

Mas não diz que você voltou, e sim que nunca foi. 

Vai lá, vai. Vai lá e desmonta o amor...






Comentários

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial