domingo, 11 de abril de 2010

Mensagem pra ela não demorar a voltar






Sua chegada é motivo pra carnaval. Ainda que apenas dentro de mim, o mais efusivo carnaval. Sim, você tem desses poderes, essas coisas de transformar lugares e vidas apenas com sua presença. Sua presença tão acalorada e tão serena, talvez ingênua, ápice de qualquer manhã de sol ou qualquer tarde chuvosa. Dona do tempo, transforma dias em sonhos bonitos.
.
Prendo-me ao seu bruxismo. Hipnose instantânea, vinda não sei de onde, mas não daqui, decerto. Flagro-me indefeso, cru, inebriando-me com seu sorriso tímido e fácil, misterioso e revelador.


Tarefa das mais fáceis, admirá-la. Beleza frente e verso, dentro e fora, inexorável, inconfundível ao paradoxar com um jeito acanhado, por vezes assustado, pedindo refúgio e abrigo. Fortaleza torno-me ao flagrar sua soberania. Faz magia e sou cobaia, mergulho de cabeça, estou rendido às antíteses que me proporcionas.


Talvez a vontade do agrado seja proporcional ao medo do passo em falso. Vou devagar, chego de canto, de mansinho, sei que percebes mas não demonstra, faz parte do encanto teu, das suas  nuances, seus trejeitos, sua maneira mais natural de ser especial e absoluta.


Ofereço-te um fim de tarde, tento prolongar, por vezes tu te esquivas, mas sorrio, admiro sua apoteose. As horas do meu dia eu ofereceria como moeda de troca, minhas tarefas jogaria ao alto pra  sermos puro ócio madrugada adentro. Meu regresso é compensado pela alegria ao lembrar que não muito tarde verei-te retornar, e qualquer dia desses nossos mundos passarão a ser apenas um. Vou passo a passo. Não tardará, menina,  já acorrentou. 






Comentários

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial