terça-feira, 6 de abril de 2010

Onde eu moro






Onde eu moro não tem nada.

Onde eu moro não tem padaria nem banca de jornal. Onde eu moro não passa ônibus. Onde eu moro não tem cinema, não tem teatro nem livrarias. Onde eu moro não vejo filmes. Onde eu moro não tem aviões. Onde eu moro eu não acendo a luz nm abro a torneira, porque onde eu moro não tem nada disso.

Onde eu moro não tem televisão nem computador. Não tem papel e não tem caneta. Onde eu moro eu não escrevo. Shoppings e lojas? Onde eu moro não tem não. Onde eu moro não tem colégio e não tem universidade. Onde eu moro não tem prédios, não tem avenidas nem alamedas. Onde eu moro não tem nem uma ruelazinha sequer.

Onde eu moro não tem política. Onde eu moro não tem nem Presidente nem Governador nem Prefeito. Onde eu moro não tem legisladores e não tem legislação. Onde eu moro não tem gabinetes. Nem secretarias tem, onde eu moro. Não tem palacetes nem Excelentíssimos. É meio engraçado onde eu moro.

Onde eu moro não tem gente. Onde eu moro não tem bombeiro, nem soldado, nem médico. Bom dia, boa tarde e boa noite? Onde eu moro não tem nada disso. Onde eu moro não tem prosa. Onde moro não tem casais discutindo nem casais amando. Onde eu moro eu não xingo nem elogio. Onde eu moro eu não sou romântico, mas também não sou rude não. Onde eu moro eu simplesmente 'não' porque onde eu moro, mora somente eu.

Mas onde eu moro não tem regras. Onde eu moro eu não obedeço a ninguém e ninguém me obedece. Onde eu moro não tem hierarquia. Onde eu moro eu não peço, mas onde eu moro eu também não mando. Onde eu moro não tem muro. Onde eu moro eu fiz por onde. Onde eu moro não tem limites. Onde eu moro eu vou e vou... e voo.






Comentários

← Postagem mais recente Postagem mais antiga → Página inicial